O governador Ibaneis Rocha (MDB) afirmou que se reunirá com o presidente Jair Bolsonaro (PL) para tentar destravar a recomposição salarial das forças de segurança da capital federal.

A afirmação do chefe do Executivo Distrital ocorreu na manhã desta quarta, 22, em reunião com o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), Sindicato dos Delegados de Polícia (Sindepo) e Associação dos Delegados de Polícia (Adepol) do DF.

O secretário da Segurança Pública, Júlio Danilo, e representantes dos comandos da Polícia Civil (PCDF), Polícia Militar (PMDF) e Corpo de Bombeiros (CBMDF) também participaram do encontro.

Às categorias, Ibaneis também confirmou que já solicitou agenda com o presidente da República junto ao ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP).

O encontro desta quarta ocorreu após a realização de um ato pelos policiais civis, no último dia 09, quando a categoria solicitou apoio ao governador para que fizesse interlocução junto ao governo federal para destravar o reajuste das forças do DF.

Presidente em exercício do Sinpol-DF, Enoque Venâncio participou da reunião e reiterou que os policiais civis contam com o empenho do governador na interlocução com Bolsonaro.

“Foram meses de trabalho para que o GDF, junto aos representantes das corporações, construísse a proposta de recomposição salarial. É importante esclarecer que a concessão dessa demanda não causará nenhum impacto financeiro aos cofres da União, pois está assegurada no orçamento do Fundo Constitucional do DF”, afirmou Enoque.

“Nós reconhecemos o esforço do governador Ibaneis pela valorização dos policiais civis, uma vez que o trabalho investigativo desses profissionais é referência para a Segurança Pública nacional. Por essa razão, mais uma vez, estamos reforçando o nosso pedido de apoio ao governador”, completou.

O Sinpol-DF afirmou que acompanhará os desdobramentos da reunião entre Ibaneis e Bolsonaro. Reiterou, ainda, que a atuação do sindicato para tentar assegurar a recomposição salarial da categoria, ainda em 2022, continuará.