O ex-vice-governador do Distrito Federal Paulo Octávio terá de pagar multa de R$ 65,4 milhões no âmbito do processo em que foi condenado por improbidade administrativa, na última terça-feira (11), informa o Metrópoles

A ação refere-se a irregularidades em autorizações para a construção do JK Shopping. Além do pagamento dos R$ 65,4 milhões em valores corrigidos pela Selic, conforme determina a sentença, a Justiça aplicou inelegibilidade a Paulo Octávio por 10 anos.

Ou seja, se o entendimento for confirmado nas instâncias superiores, ele poderá ficar impedido de se candidatar a cargos eletivos ao longo de uma década. A decisão ainda proíbe o ex-vice-governador de fechar contratos com o Poder Público.

Paulo Octávio e a empresa, individualmente, devem três vezes o valor de R$ 143 mil pela prática do ato de improbidade administrativa, o que totaliza R$ 858 mil. A sentença também determina que cada um pague 100 vezes a quantia de R$ 143 mil, resultando em R$ 28,6 milhões. Somadas ambas as multas civis aplicadas aos dois réus, chega-se ao total de R$ 29,5 milhões.