As revitalizações da primeira fase começaram no início deste mês e oferecem serviços completos

0
268

 

 

Devido ao cenário pandêmico, crianças deixaram de ter um importante elemento do desenvolvimento infantil por segurança: a brincadeira ao ar livre. Agora, após quase dois anos, os pequenos estão voltando às ruas para recrear, graças aos esforços do Governo do Distrito Federal

 

Inicialmente, 10 espaços públicos de grande fluxo e uso foram selecionados para receberem o serviço completo que inclui limpeza, reposição de areia, poda, roçagem, pintura, recuperação da estrutura metálica, do alambrado, das peças dos brinquedos em geral e claro, entrega para a comunidade. Desses, três estão, no momento, sendo revitalizados.

Com as solicitações dos moradores, a equipe da Administração Regional de Samambaia fez o levantamento de todos os equipamentos públicos da cidade, como quadras poliesportivas, pontos de encontro comunitários (PEC’S), campos sintéticos e parquinhos – sendo 74 parques ao total – e determinaram prioridade de reforma junto a revitalização desses pontos de lazer infantojuvenil. As obras acontecem de acordo com o recebimento de materiais e os pedidos de ouvidoria, protocolos e pedidos efetuados pelos canais de comunicação do órgão.

De acordo com o administrador da cidade, Gustavo Aires, o trabalho em conjunto com todo o GDF, faz toda a diferença. “Temos conseguido executar os serviços que há anos a comunidade não via na cidade. Então, o governo Ibaneis tem conseguido tirar do papel o sonho de muitas pessoas”, afirma Aires.

A diretora de obras da regional, Loyane Damares, afirma que “Nessa época de pandemia, as crianças ficam ociosas Então, estamos trabalhando para que elas possam ter o melhor espaço possível de lazer”.

A Diretoria de obras ainda recebeu grande oferta de materiais da Novacap, por iniciativa dos deputados distritais Rafael Prudente e Reginaldo Veras, com uma emenda que disponibilizou recursos para a Administração. O atual plano de ação já tem dois parques e uma quadra poliesportiva em andamento, que darão espaço para as novas ao serem concluídas. Além disso, o programa prioriza recuperar os equipamentos existentes, removendo os que não estão em situação de uso ou segurança para a comunidade.

Participando de tantas ações, a engenheira civil também revela: “Ficamos muito satisfeitos ao passar e ver as crianças, os filhos dos moradores brincando. Elas são espontâneas, verdadeiras, gostam e passam a cuidar dos aparelhos como se fossem realmente delas.”

Aqueles que têm interesse em solicitar a reforma de parquinhos devem faze-lâ através dos canais de ouvidoria do GDF, ligando pelo 162, indo na Administração ou no Departamento de Protocolo com um documento escrito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui