Xadrez político no DF

Até 15 de agosto, o suspense permanece em várias peças do xadrez político do Distrito Federal – Uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), alterou novamente a direção do Pros (Partido Republicano da Ordem Social). Agora tornou-se incerta o apoio do partido à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).  A corte não encerrou a possibilidade de novas mudanças. Com uma jogada de mestre, o comando do Pros voltou para Marcus Holanda.

Pelo visto, acordos de última hora podem embaralhar o jogo político na capital federal.

 

Golpe

Senador Reguffe

O Senador José Antônio  Reguffe usou seu canal do YouTube para mandar recado ao presidente regional do partido União Brasil, Manoel Arruda. O vídeo foi postado nesta quinta, 04, pela manhã. O postulante acusa a sigla de não querer sua candidatura ao Buriti. Reguffe sente o golpe e acusa o partido de não honrar o acordo.

 

O veredicto

 

Senador Reguffe

Xeque-mate no senador José Antônio Reguffe que contava com apoio do partido União Brasil, para concorrer ao Palácio do Buriti no pleito deste ano. A indefinição do congressista ainda decide se tentará o governo do DF ou a reeleição ao Senado – levou o presidente regional do partido, Manoel Arruda, a fechar uma aliança com o presidente Jair Bolsonaro (PL), que apoia a reeleição de Ibaneis Rocha (MDB). Entrou em cena o ministro da Justiça, Anderson Torres, que fez a ponte entre Bolsonaro e Manoel Arruda. O veredicto sai nesta quinta-feira (04) na convenção do partido.

 

Reguffe federal

Senador José Antônio Reguffe

Fica mais claro o cenário político no DF, com apoio do União Brasil ao governo de Ibaneis Rocha (MDB) e ao presidente Bolsonaro (PL), não resta uma alternativa ao senador Reguffe concorrer a deputado federal – ele mesmo repeliu formalmente a ideia.

O senador colocar pressão no partido se não o escolher candidato ao GDF – dará a Deus à política. “Não vou para outro cargo. Ou serei candidato a governador, ou nada. E pelo jeito, será nada”, enfatizou ele.

 

Portas abertas

 

Governador Ibaneis Rocha

Na convenção de 31 de julho, o chefe do Executivo Ibaneis Rocha (MDB) ao lado da sua vice Celina Leão (PP), anunciou que não fechou as portas para novos acordos – porém seriam definidos em outro patamar – Ibaneis deixa portas abertas para o empresário Paulo Octávio.

 

Damares

 

Foto: Twitter

A ex-ministra da Família, Mulher e Direitos Humanos Damares Alves em reunião com os caciques do Republicanos, nesta quarta, 03, deixou para o último dia seu futuro político. Nos bastidores, interlocutores afirmam que a candidatura ao Senado pode ser considerada definitiva – falta bater o martelo.

 

Primeiro Turno

Governador Ibaneis e Celina Leão na convenção do AGIR36

A chapa de Ibaneis chegou e o intuito é reunir os partidos da base do presidente Jair Bolsonaro e levar a reeleição no primeiro turno. O emedebista mantém uma agenda lotada ao lado de Flávia Arruda (PL), Celina Leão (PP) e de deputados distritais. Ibaneis tem visitado regiões administrativas, empresários, feiras, igrejas e lideranças.

 

Paco

 

CLDF – abertura dos trabalhos Câmara Legislativa do Distrito Federal, ao lado do presidente Rafael Prudente

O governo do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB) enviou à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), projeto que cria a Agência de Desenvolvimento Habitacional com mandatos para a direção está sendo chamado na CLDF de “Fica, Paco”.

 

Paco futuro

Vice-governador Paco Britto

Convidado pelo presidente Rafael Prudente para falar em plenário, Paco Britto ressaltou sobre sua trajetória na vice-governadoria e a importância do parlamento para a capital federal. “Hoje, me junto a vocês pela última vez como vice-governador do governo que ajudei a eleger e a transformar esta cidade”, frisou.

 

“Sei da importância deste parlamento para a nossa capital. E mais que saber, reconheço o que cada parlamentar representa aqui: a democracia, a vontade popular, a esperança dos brasilienses”, acrescentou.

 

 

Novidade PMN e Brasil 35

Partido 35

Novidade no cenário eleitoral do Distrito Federal –  a possível entrada do tenente-coronel da Polícia Militar Elziovan Matias Moreno Lima (PMN) na disputa ao Palácio do Buriti -, acirra quadro da disputa ao governo do DF fica mais congestionado. O antigo Partido da Mulher Brasileira, PMB – ganha força em parceria com o Partido da Mobilização Nacional. Os dirigentes afirmaram nesta semana que a vice ficará com Brasil 35 e asseguram que o tenente-coronel Elziovan vai registrar seu nome no páreo. O partido Brasil 35 vem negociando com outras siglas e decidirá nesta sexta, 05, em convenção o fortalecimento da nova aliança.

 

 

Patriota apoio

 

O Movimento Democrático Brasileiro ( MDB) liderado pelo chefe do Executivo Ibaneis Rocha, continuará trabalhando para atrair outras lideranças políticas do DF. É o caso do Partido Patriota anunciou apoio à reeleição de Ibaneis – em convenção definiu o apoio à chapa Ibaneis e Celina Leão.

 

 

Bola cheia

 

Em sua segunda disputa por uma das 24 vagas, Tabanez tem seu nome consolidado, o anúncio ocorreu diante de cerca de dez mil pessoas, que lotaram o Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Tabanez foi ovacionado por apoiadores que fizeram um bandeiraço em apoio na convenção partidária do MDB-DF.

 

Detran aeroporto

Detran-DF aeroporto

O posto de atendimento do Departamento de Trânsito do Distrito Federal no Aeroporto Internacional de Brasília abriu o agendamento de serviços na área de veículos e habilitação a partir desta segunda-feira (1º). A unidade também oferece serviços de biometria, sem a necessidade de agendamento, bem como o serviço de protocolo que ocorre por ordem de chegada. O posto funciona das 7h às 18h e o cidadão que utilizar os serviços do Detran tem 50% de desconto na tarifa de estacionamento nas duas primeiras horas.

 

 

Rigidez no trânsito

Ex-diretor do Detran quer punição mais rigorosa para quem dirige sob efeito de álcool

Pré-candidato a deputado federal, Zélio Maia defende que motoristas flagrados bêbados devem ser punidos com mais rigidez. “A embriaguez ao volante precisa se tornar um crime doloso, ou seja, quando a pessoa assume o risco de causar um resultado, no caso, lesão ou morte, que muito temos visto nos noticiários. É o que o direito penal denomina de dolo eventual”, enfatiza Zélio Maia, advogado e ex-diretor do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF). Para Zélio, essa alteração na lei vai tornar a punição mais rígida e, consequentemente, ajudar a coibir quem mistura bebida com direção.

 

Por: Tudo ok Notícias