imagem: Laurenz Heymann/Unsplash

 

A WWDC 2022 acontece virtualmente entre segunda (6) e sexta-feira (10), com transmissão pelo site da Apple, Youtube e outras plataformas de mídia social, às 14h (horário de Brasília)

 

 

A Apple vai realizar sua conferência anual de desenvolvedores nesta semana, onde é esperado que ela apresente os novos softwares para os seus dispositivos mais populares e possivelmente dê a principal dica sobre um novo produto que há muito tempo gera rumores de está em desenvolvimento.

Em sua Worldwide Developers Conference (WWDC 2022), que começa virtualmente nesta segunda-feira (6) e vai até sexta-feira (10), espera-se que a Apple mostre seu mais recente sistema operacional, o iOS 16, que poderia incluir um centro de notificação renovado e tela de bloqueio para iPhones, bem como novos recursos para o Apple health e também recursos sociais para o iMessage.

Outros rumores apontam para novos recursos do sistema operacional de TV OS, que podem ser vinculados à casa inteligente; uma atualização para o Apple Watch OS, que aumentaria a vida útil da bateria; e um novo MacBook Air.

Alguns analistas também esperam que a Apple possa oferecer uma ideia antecipada de uma plataforma que se chama RealityOS. O sistema pode alimentar o óculos de realidade mista – um dispositivo que se diz ser capaz de realidade virtual e aumentada – no qual há rumores de que a Apple está trabalhando há anos.

Daniel Ives, analista da Wedbush Securities, passou a chamar o suposto produto de “Apple Glasses” (“Óculos da Apple”, na tradução livre), em uma aparente alusão à incursão inicial e fracassada do Google em óculos inteligentes. Em uma nota ao investidor nesta semana, Ives disse que espera que a Apple “acerte em uma série de tecnologias AR/VR (Realidade Aumentada e Realidade Virtual, na sigla em inglês) para desenvolvedores que a empresa planeja introduzir”.

“Em última análise, essa estratégia está colocando as migalhas de pão para o altamente aguardado óculos AR Apple Glasses, que deve estrear provavelmente antes da temporada de férias ou no início de 2023”, disse ele.

Cook há muito fala sobre a visão da Apple de mergulhar mais fundo na Realidade Aumentada, chamando-a de “a próxima grande coisa” e “uma parte criticamente importante do futuro da Apple”. Se este é o ano em que a Apple finalmente mostrará suas cartas para esse futuro, no entanto, ninguém sabe.

O evento da Apple será transmitido ao vivo pelo próprio site da empresa, pelo YouTube e em outras plataformas de mídia social. Está programado para começar às 14h (horário de Brasília). Aqui está uma visão mais detalhada do que esperar:

Tela de bloqueio do iPhone recebe uma atualização

Semelhante ao ano passado, não se espera que os recursos do iOS 16 sejam grandes mudanças, mas algumas adições podem dar uma nova vida à experiência do usuário.

De acordo com a Bloomberg, é esperado que a Apple torne as mensagens mais sociais e interativas, além de reformular o sistema de notificação e a tela de bloqueio com um foco maior em widgets (janelinhas na tela inicial que premite ver rapidamente algumas informações de um aplicativo).

Ramon Llamas, diretor de pesquisa da IDC Research, disse que a Apple pode criar uma oportunidade valiosa para os desenvolvedores ao repensar o espaço na tela de bloqueio para se afastar das notificações estáticas de textos e e-mails e seguir em direção a experiências interativas como programação dos horários, previsão do tempo e notícias.

“Pense em todas as coisas e widgets que você pode ver de relance sem ter que abrir o iPhone”, disse Llamas. “Agora, conecte-os à sua tela inicial. É uma parte da experiência do iPhone que tem sido praticamente a mesma e se beneficiaria de uma atualização”.

Apple Store em Nova York / FOTO DE ARQUIVO: Um funcionário organiza iPhones enquanto clientes compram em loja Apple Store na 5ª Avenida logo após novos produtos serem colocados à venda em Manhattan, na cidade de Nova York, Nova York, EUA, 18 de março de 2022. REUTERS/Mike Segar

Atualizações para o software do iPad e Mac

Em relação ao iPadOS, espera-se que a Apple duplique os recursos multitarefa para aprimorar seu poderoso processador próprio M1. De acordo com a Bloomberg, a atualização pode fazer com que o iPad se pareça mais com um laptop e menos com um celular.

A Apple também deve revelar seu mais recente Mac OS, que, segundo rumores, deve se chamar Mac Mammoth. Ele poderá oferecer atualizações para aplicativos como Mail, Notes e Safari, e funcionalidades sociais semelhantes em Mensagens àquelas que supostamente estão chegando aos iPhones.

A Apple pode adicionar melhorias de automação residencial ao alto-falante inteligente HomePod e à Apple TV, bem como ao ecossistema mais amplo HomeKit. Também é possível que a Apple anuncie uma atualização para o Apple Watch OS, com a promessa de novos recursos para o health, exercícios e o progresso das atividades mostradas no relógio.

Melhorias de hardware

Se as conferências anteriores de desenvolvedores da Apple são alguma indicação, é improvável que a empresa revele novos produtos de hardware importantes no evento deste ano. Mas é possível que a Apple possa colocar em destaque seu chip M2 de próxima geração e discutir algumas oportunidades de desenvolvedor em torno dele. Por exemplo, a Apple poderia revelar um novo MacBook Air mostrando do que o sistema seria capaz com seu mais recente processador interno.

“Normalmente, o novo hardware sai no final do ano, então não fique desapontado se você não vir algo”, disse Llamas. “Mas mesmo que a Apple o faça, acho que a maior novidade não é o hardware em si, mas o próprio silício da Apple que os alimenta”.

Um olhar sobre o futuro da Realidade Aumentada/Realidade Virtual (AR/VR)

O grande curinga da WWDC 2022 é se a Apple fará um anúncio espalhafatoso em torno da realidade aumentada ou se se concentrará em atualizações mais incrementais.

Em vez de revelar um óculos de realidade mista agora, a Apple poderia descrever como os desenvolvedores podem usar sua plataforma existente ARKit e sua linguagem de programação, Swift, para criar conteúdo para AR e VR amplamente. (O slogan da Apple para o evento é “Swiftly approaching” – “Aproximando-se rapidamente”, na tradução livre. A empresa muitas vezes esconde pistas em imagens e nos slogans dos convites de seus eventos.

“É bem possível que a empresa provoque novos recursos de AR/VR sem revelar um novo dispositivo”, disse Eric Abbruzzese, diretor de pesquisa da ABI Research. Mas, como ele observa, seria incomum a Apple mostrar um novo sistema de software para uma linha de hardware que ainda não foi revelada.

“Seria como revelar o iOS antes que de mostrar o iPhone”, acrescentou Abbruzzese.

Embora não esteja claro se a Apple vai estabelecer a estrutura para um impulso maior em torno do hardware AR/VR, é bastante provável que os executivos da Apple dediquem boa parte de sua apresentação ao software em torno dessas tecnologias.

“A Apple vem desenvolvendo o ARKit para dispositivos móveis há anos”, disse Abbruzzese. “Muito disso se traduzirá absolutamente em seus óculos inteligentes”.

 

Com informações da CNN