Fotos: Green Car Reports

 

Exclusão ocorreu também após identificarem condições precárias de trabalho na fábrica de Fremont da Tesla

 

 

A Tesla deixou de integrar o índice S&P 500 ESG por falta de uma estratégia de baixo carbono detalhada, segundo a S&P Dow Jones Índices. A decisão deve surpreender investidores e tem potencial para provocar um impacto modesto sobre a ação da empresa.

“Alguns dos fatores que contribuíram para sua pontuação ESG de 2021 foram um declínio nas pontuações de nível de critérios relacionados à estratégia de baixo carbono e aos códigos de conduta empresarial da Tesla”, escreveu Maggie Dorn, diretora sênior e chefe de índices ESG para a América do Norte da S&P Dow Jones Indices.

A exclusão ocorreu também após a S&P Dow Jones Indices identificar acusações de discriminação racial e condições precárias de trabalho na fábrica de Fremont da Tesla.

Outro ponto que pesou foi a forma como a empresa lidou com a investigação de reguladores nos EUA após múltiplas mortes e acidentes envolvendo os veículos com auto pilotagem da montadora.(CNN)